Notícias

Campinas será sede do encontro da WUWM

Campinas será sede do encontro da WUWM

12 de Setembro de 2015 às 10:54

A Centrais de Abastecimento de Campinas (CEASA) vai sediar o Congresso da União Mundial de Mercados Atacadistas (WUWM) que será realizado entre os dias 23 a 26 de setembro de 2015. 

Segundo o diretor-presidente da Central, Mário Dino Gadioli, sediar o Congresso é uma oportunidade de colocar a cidade de Campinas e as Ceasas brasileiras em evidência mundialmente. “Com a APAS, (feira realizada em maio) conseguimos uma ampliação do mercado interno. Sediando este evento, conseguiremos uma ampliação mundial dos mercados. É um Congresso forte e importante para o setor, são bilhões de consumidores em 43 países envolvidos”, afirma.

 “Receber esta comitiva internacional gera aquecimento econômico, não apenas para os mercados atacadistas de hortifrutigranjeiros (que atuam diretamente no aumento das exportações), mas também beneficia o município de Campinas, pois a cidade oferta sua infraestrutura de lazer, cultura e turismo para o mundo”, comenta.

A WUWM realiza, anualmente, duas conferências sobre mercados atacadistas. O evento é aberto a membros e interessados no assunto, acontecendo em diversos lugares no mundo. O foco é a alimentação de hortifrutigranjeiros frescos, com o hábito saudável no mundo.
 
Sobre a WUWM
A União Mundial de Mercados Atacadistas (WUWM) é uma associação sem fins lucrativos com um vasto número de membros internacionais que se envolve em todos os campos e atividades relacionadas à promoção, desenvolvimento e intercâmbio internacional de conhecimentos e de informações sobre mercados de alimentos por atacado.

A WUWM atualmente tem cerca de 200 membros em 45 países em todo o mundo, realizando, anualmente, duas conferências sobre mercados varejistas. O evento é aberto a membros e interessados no assunto, acontecendo em diversos lugares no mundo.
 
Sobre a Ceasa-Campinas
A Ceasa Campinas abriga dois mercados: hortifrutigranjeiros e flores e plantas ornamentais e um varejão. Os mercados somam cerca de 1.300 lojas para comercialização (boxes e pedras) onde aproximadamente 920 permissionários (comerciantes) movimentam uma média de 66 mil toneladas de produtos por mês, o equivalente a cerca de R$ 105 milhões mensais.

A Ceasa Campinas vai muito além de uma estrutura de comércio. Como um equipamento público, a empresa está atenta às demandas sociais, por isso atua como um suporte municipal às políticas sociais e de segurança alimentar da cidade - uma combinação do trabalho emergencial de distribuição de alimentos com ações de geração de trabalho e de transferência de renda.

Dentro da Central funcionam três ações de segurança alimentar que distribuem de graça em torno de 6 milhões de quilos de alimentos por ano e beneficiam mais de 70 mil pessoas. Elas garantem o direito ao acesso à alimentação e ainda combatem o desperdício de alimentos. São elas: Banco de Alimentos, ISA (Instituto de Solidariedade) e Alimentação Escolar.

A Ceasa Campinas é responsável pela operacionalização do Programa Municipal de Alimentação Escolar da cidade e trabalha junto com a Secretaria Municipal de Educação. O modelo é uma referência nacional em termos de qualidade – já ganhou o Prêmio Gestor Eficiente da Merenda Escolar - por apresentar uma alternativa ao padrão terceirizado, colocando a operacionalização numa Central de Abastecimento público, com foco na segurança alimentar.
 
Sobre Campinas
Localizada a menos de 100 km de São Paulo, cruzada por cinco das principais rodovias brasileiras, com fluxo diário de 850 mil veículos. Fica próxima também do Porto de Santos, o maior do país.

É sede do principal aeroporto de cargas do Brasil, e o maior da América Latina.  Com mais de um milhão de habitantes, Campinas é a locomotiva da região metropolitana que integra 20 municípios.
No mais recente estudo de bem-estar urbano realizado pelo instituto nacional de ciência e tecnologia, a região metropolitana de Campinas foi apontada como a melhor do país.

Essa qualidade de vida inclui a produção de um PIB regional estimado em 100 bilhões de reais. A cidade de Campinas está entre os 10 maiores do PIB do país gerando, anualmente, a incrível marca de 40,5 bilhões de reais.

Em 2013, os commodities correspondem a cerca de 14% do total das exportações do município e os produtos industrializados, 86%. É um dos principais destinos de turismo de negócios e eventos do Brasil e classificada como na nona posição entre as cidades que mais recebem eventos internacionais.

Dispõem de instituições de competências diversificadas. São 45 instituições de ensino superior e uma universidade estadual, a Unicamp, com o maior número de depósito de patentes do Brasil, em diversas áreas do conhecimento, realizando mais de 400 eventos científicos e tecnológicos por ano.

Notícias recomendadas